.posts recentes

. Reforma da Rodoviária de ...

. Polícia Militar afasta po...

. MILICIANO MORTO NA BAHIA ...

. Morre hoje aos 89 anos, o...

. LINHA DO SAMBA PARA O CAR...

. JORNAL DA TRIBUNA 2ª EDIÇ...

. Voz que liberou entrada d...

. ELENCO DE "ZORRA" DA TV G...

. POLÍCIA RECUA E ACUSADAS ...

. CONTA CAIXA

.arquivos

. Fevereiro 2020

. Janeiro 2020

. Dezembro 2019

. Novembro 2019

. Outubro 2019

. Setembro 2019

. Agosto 2019

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Fevereiro 2010

Quinta-feira, 24 de Outubro de 2019

Protestos no Chile continuam e manifestantes desafiam toque de recolher em Santiago e outras cidades

flag-of-chile-3116575_960_720.jpg

P1110512.jpg

concepcion-centro-panoramicas-20-44107-730x485.jpg

A onda de protestos que atinge o Chile assumiu proporções alarmantes. Todas as cidades do país estão literalmente paradas, com o comércio fechado, aulas nas escolas suspensas, toque de recolher decretado. Aconteceram saques em supermercados e até mesmo em residências particulares, e houve pelo menos 11 mortes. Até domingo (20/10), 1.462 pessoas haviam sido presas, com atos de violência contra estações do metrô e ônibus foram queimados e dezenas de concessionárias e pedágios saqueados e também incendiados. 

O estopim da revolta foi o aumento na tarifa do metrô, decretado pelo governo do presidente Sebastián Piñera. O percentual aplicado – apenas 3,75% – representando a elevação de apenas R$ 0,17 na passagem não explica, porém, a intensidade dos protestos que vêm acontecendo.  Piñera revogou o aumento das tarifas do metrô, mas isso não foi suficiente para conter o movimento, que se alastrou fortemente e fez com que o exército fosse colocado nas ruas, fato que não acontecia desde o fim da ditadura de Augusto Pinochet, em 1990. 

Há nítida insatisfação da população. As baixas aposentadorias e o alto custo de vida, além da precariedade da saúde e da educação, são razões que levaram os manifestantes às ruas. 

Outro ponto a destacar, que guarda semelhança com o que aconteceu nos últimos anos no Brasil, é a revolta dos chilenos em relação a recentes escândalos de corrupção, que envolvem policiais e membros do Exército, os mesmos que estão reprimindo os protestos. 

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, anunciou o novo pacote de medidas econômicas na noite desta terça-feira (22/10), como tentativa de conter os violentos protestos que já deixaram 15 mortos em 5 dias no país.

As novas medidas divulgadas incluem um aumento imediato de 20% do valor mínimo das pensões, de R$ 609,00  para R$ 730,00, o que beneficiará 590 mil pessoas, e a criação de uma renda complementar mensal para trabalhadores com salário inferior a 350 mil pesos (cerca de R$ 1960,00). Além disso, será revogado o acréscimo recente de 9,2% na conta de luz e a elevação de impostos sobre salários superiores a R$  44.407,00 mensais.

publicado por srgiodefreitas1965 às 22:29
link do post | comentar | favorito

Sem bandeiras, honras militares nem telemóveis. Restos mortais de Franco são exumados esta quinta-feira (24/10)

mundialista-francisco-franco-19750101-001.jpgOs restos mortais do ditador espanhol Francisco Franco foram exumados nesta quinta-feira (24/10) do mausoléu público no Vale dos Caídos, nas proximidades de Madri, onde estavam desde sua morte, há mais de 4 décadas.

A exumação será feita no cumprimento da Lei da Memória Histórica, aprovada pelo Congresso em 2017, e de acordos adotados pelo Governo de Pedro Sánchez em 2019.

Os restos mortais de Franco serão levados ao cemitério particular Mingorrubio, no bairro de El Pardo, ao norte de Madri, onde ele será enterrado na cripta da família ao lado de sua mulher, Carmen Polo. 

Para prevenir eventuais desacatos, por risco “de elevados problemas de ordem pública”, o Governo espanhol proibiu a concentração patrocinada pela Fundação Francisco Franco, que tinha apelado às pessoas para que se desloquem ao cemitério de El Pardo-Mingorrubio. O pretexto era homenagear “quem tanto fez pela Espanha e pela sua grandeza” e apelou a que se “encha o panteão de flores e orações”.

A exumação e transferência dos restos mortais de Franco do Vale dos Caídos, a cerca de 70 quilómetros de Madrid, para o cemitério de El Pardo-Mingorrubio,iniciou-se às 10h30 em Madri (15h30 em Brasília).

Momentos antes do início da operação, 22 membros da família do general, que governou a Espanha com mão de ferro entre 1939 e 1975 após sua vitória na Guerra Civil Espanhola (1936-1939), entraram na basílica para acompanhar a exumação, que foi realizada a portas fechadas.

publicado por srgiodefreitas1965 às 21:48
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
18
20
22
23
24
25
26
27
28
29
blogs SAPO

.subscrever feeds