.posts recentes

. MORRE PH AMORIM AOS 76 AN...

. Quem são os 10 mortos em ...

. PRESO EM FLAGRANTE: homem...

. Tarifa dos ônibus de Amer...

. GREVE PREJUDICA USUÁRIOS ...

. PRESIDENTE JAIR BOLSONARO...

. RELEMBRE: OBRAS NA ENTRAD...

. MÃE DE ALUNO DO SESI FOI ...

. Anitta dá recado a penetr...

. 20 DE JULHO - DIA DA AMIZ...

.arquivos

. Julho 2019

. Junho 2019

. Maio 2019

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Fevereiro 2010

Quinta-feira, 7 de Março de 2019

PM que ameaçou mulher foi afastado e vai ser expulso

7437233_x720.jpg

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou na tarde desta quinta-feira (07/03) que a polícia agiu de forma correta em ação para dispersar bloco de carnaval na Barra Funda, Zona Oeste de São Paulo, na noite desta terça-feira (05/03). Doria disse ainda que o PM que estava sem identificação e ameaçou a mulher após a ação foi afastado.

A Tribuna conseguiu com exclusividade o vídeo gravado por morador do bairro. O vídeo mostra o momento em que os policiais usam spray de pimenta contra poucas pessoas que estão na calçada do bar na Rua João de Barros, perto da Rua Brigadeiro Galvão. Na sequência, bombas de gás lacrimogêneo são lançadas. Segundo testemunhas, foram jogadas ao menos 5 delas. 1 PM com escopeta municiada de balas de borracha dispara 2 vezes em linha reta, em direção aos foliões, ferindo pelo menos 2 deles.

"O policial foi afastado e isso será investigado. Não há razão que estabeleça de nenhuma ordem para um policial militar ofender um cidadão mesmo em situação prisional e de flagrante isso não se justifica, em especial sendo uma mulher", completou Doria após inaugurar o Corujão da Saúde no hospital Sírio-Libanês, no Centro de São Paulo.

"Diante disso, o protocolo indica: dispersão. Os instrumentos foram esses, ninguém se feriu, não houve ninguém machucado. Bala de borracha é pronta resposta em caso de ameaça ou risco. Você tem protocolo 1, 2, 3. Bala de borracha machuca, mas vai no limite, por isso é de brorracha e está no protocolo. Os policiais não estavam ali para fazer uma ação com uso de uma força preventiva maior do que a ameaça que sofreram. Não vi as imagens mas ouvi o que me reportaram pelo Coronel Sales, uma pessoa correta, a informação dele para mim tem valor", afirmou.

Em nota, a SSP disse que um inquérito policial Militar (IPM) foi aberto pelo 4º Batalhão "para apurar toda a ocorrência e investigar a conduta do policial mencionado, que já está afastado do trabalho operacional. A Corregedoria companha a investigação. A instituição não compactua com eventuais desvios de conduta de seus agentes".

Segundo Paula Klein, diretora do Agora Vai, o bloco saiu às 15h e terminou às 19h, antes do horário previsto, por conta da forte chuva que atingiu a região. De acordo com ela, antes das 22h as vias já estavam liberadas e o som já tinha sido desligado. A abordagem ocorreu por volta das 22h30.

“A CET já tinha conversado com a gente falando que estava tudo certo, que estávamos dentro do horário. Às 22h já não tinha mais nada. Sobraram umas 15 pessoas dentro do bar, sendo que 6 delas eram parentes do dono do bar", disse. "As outras pessoas do bloco estavam ali limpando lixo, empilhando caixas de cerveja, conversando. Não tinha nem som ligado. Foi quando a polícia chegou mandando bala em quem estava no bar.”

As balas de borracha atingiram o maestro do bloco, Lincoln Antonio, e sua namorada, Thaís Campos. Segundo Lincoln, pelo menos 5 pessoas ficaram feridas.

"Eu vi quando o policial mirou em mim. Dei uma escapada e a bala pegou na minha bunda. A Thaís foi atingida na altura da costela, direto na pele" afirmou.

Após a ação, o casal e mais alguns integrantes do bloco tentaram relatar a abordagem violenta na 3ª Companhia do 4º Batalhão da PM, em Perdizes, responsável pelo patrulhamento da área. Chegando lá, encontraram o policial que havia atirado contra eles e iniciou-se uma discussão.

Sem identificação, o PM pediu que Thaís se mantivesse afastada. Quando foi questionado sobre o motivo de ter atirado, o policial afirmou que estava cumprindo o “direito previsto pelo artigo 5º Constituição, das pessoas que pagam IPVA de passarem com seus carros ali, o direito das pessoas de ter o seu devido descanso".

Lincoln então respondeu que estava na calçada e que o grupo não bloqueou a via. Em seguida, o policial fala para Thaís: “Não aponta o dedinho, não. Você vai tomar o atropelo. Não tenho nenhuma cerimônia em quebrar a cara de mulher”.

O grupo resolveu deixar o batalhão e seguir para a Corregedoria da PM.

 

publicado por srgiodefreitas1965 às 22:24
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds