.posts recentes

. POLÊMICA MAIOR NO TRANSPO...

. EX-MÉDICO DOENTE MENTAL É...

. Terremoto que atingiu o M...

. PM PRESO POR ENVOLVIMENTO...

. Com Geraldo Luis “sem con...

. SELETIVO SANTOS: TARIFA P...

. Atentado a ônibus pode se...

. Câmara aprova contas de 2...

. O TRABALHO DOS NÃO POLICI...

. MORRE LUIZ MELODIA AOS 66...

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Fevereiro 2010

Sábado, 7 de Janeiro de 2017

MORREU MÁRIO SOARES NESTE 7 DE JANEIRO DE 2017

6DE9816F-17F7-40C5-BC94-98A38B76047A_w987_r1_s.jpg

A edição online do jornal brasileiro O Globo fez da morte de Mário Soares a sua manchete, que é acompanhada por uma fotogaleria e uma cronologia dos momentos mais marcantes da vida do socialista português, bem como uma reposição de artigos do acervo do jornal sobre a revolução portuguesa.

Os outros 2 grandes jornais nacionais, A Tribuna de Santos e Estado de São Paulo, destacam a morte de Mário Soares nas suas edições. "Considerado o pai da democracia em Portugal, esteve na vanguarda da política por 40 anos", escreve o Estadão. Já A Tribuna de Santos assinala a "figura controversa" de Soares, frequentemente criticado pela forma como "lidou com o processo de desmonte da colonização portuguesa e como tratou do retorno de quase 500 mil cidadãos, parte deles restabelecidos precariamente".

Em novembro de 1975, os dois gigantes da política portuguesa protagonizavam um debate que figurará em qualquer compêndio da história de Portugal de então. Foi na RTP, em moldes que hoje pareceriam impossíveis: durante quase quatro horas Cunhal e Soares expuseram divergências, deixando até um curioso momento para o imaginário da política portuguesa, com Soares a sugerir que o PCP preparava nova ditadura, ao que Cunhal respondeu com um curioso “Olhe que não, olhe que não”.

Clique aqui e veja o mural .

 

publicado por srgiodefreitas1965 às 22:42
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds