.posts recentes

. Com Geraldo Luis “sem con...

. Casamento cancelado! Vivi...

. SELETIVO SANTOS: TARIFA P...

. Atentado a ônibus pode se...

. Câmara aprova contas de 2...

. O TRABALHO DOS NÃO POLICI...

. MORRE LUIZ MELODIA AOS 66...

. O que aconteceu na Venezu...

. MORRE O HOMEM DO TOP TOP ...

. PREFEITURA REALIZARÁ AÇÃO...

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Fevereiro 2010

Sábado, 12 de Março de 2016

Justiça determina que homem apague posts ofensivos sobre ex no Facebook

print001.jpg

 

A Justiça do Acre determinou que o engenheiro agrônomo, Marcos Maia, de 60 anos, morador de Rio Branco apague do Facebook todas as publicações relacionadas à ex-namorada de 25 anos, parentes e amigos dela. As mensagens ofensivas teriam tido início há cerca de 3 anos, quando a jovem terminou o relacionamento, ao descobir que ele era casado.

A decisão, assinada pela juíza Adimaura Souza, do Juizado Especial Cível da Comarca de Cruzeiro do Sul foi publicada no Diário da Justiça no início de março. Ao G1, a reclamante, que é psicóloga e prefere não se identificar, conta que tudo começou após ela terminar o relacionamento.

"Quando o conheci, ele disse que era solteiro. Quando descobri que ele era casado, eu não quis mais. Ele mandava presentes no meu condomínio querendo me agradar e eu nunca recebi nada. Até que proibi a entrada dele no condomínio onde que eu morava. Então, a partir daí, ele começou com isso", conta a psicóloga, que prefere não se identificar.

Segundo a advogada dela, Michelle Matos, a cliente teve um relacionamento amoroso com o homem durante aproximadamente 1 mês. Devido ao término da relação, ele passou a publicar ofensas por meio da rede social. “Ele começou a adicionar todo mundo da lista de contatos e passou a denegrir a imagem dela. Inclusive, estampando a foto dela em cada publicação”, diz.

Procurado pelo G1, o engenheiro agrônomo Marcos Maia alega que as postagens ofensivas em seu perfil no Facebook foram publicadas por outra pessoa. “Outras pessoas postaram. Eu acredito que ela usou minha senha, porque no tempo que estivemos juntos, ela tinha a senha e eu nunca mudei. Não publiquei nada contra ela”, afirma.

A psicóloga conta que, na época, morava em Rio Branco e tinha emprego permanente, porém teve que se mudar de município devido às ameças do engenheiro agrônomo.

"Fiz tratamento psicológico e psiquiátrico por causa disso. Eram mensagens ofensivas destinadas aos meus amigos e familiares. Tinha emprego e apartamento próprio em Rio Branco e tive que ir embora", lembra a jovem.

Antes de acionar a Justiça, ela conta que chegou a registrar 20 boletins de ocorrências contra o ex-namorado. "Tive que registrar 20 boletins contra ele, porque ele mandava mensagens para amigos de faculdade me difamando", acrescenta.

Conforme a determinação judicial, inicialmente, foi requerido que a página fosse retirada do ar. No entanto, a juíza entendeu que, por ora, a “retirada do perfil do Facebook seja medida radical, uma vez que há outras postagens que não se referem à parte reclamada”. Caso o homem não cumpra a medida em 5 dias, após ser intimado, a pena será de multa diária no valor de R$ 100,00.

A advogada da psicóloga fala ainda que o ex-namorado da cliente chegou a descumprir medidas protetivas. “Ele cumpriu pelo período de 1 ano, mas voltou a fazer as mesmas coisas. Isso já dura 3 anos, o relacionamento foi em 2013”, diz. Ela ressalta que uma audiência de conciliação já está marcada em março de 2016 para dar continuidade ao processo.

Maia diz que o relacionamento não durou apenas 1 mês, como alega a ex-namorada. Ele afirma ainda que, desde o momento em que a conheceu em uma sala de bate-papo na internet, contou que era casado. Ele diz ainda que está recebendo ameaças da família dela.

“Quem terminou, na verdade, fui eu, porque ela começou a ligar para meu filho e esposa. Eu vi que ela ia conturbar minha vida. Dessas pessoas eu quero distância. Estou sofrendo desde julho de 2015 ameaças da família dela. Tenho boletins registrados”, afirma.

publicado por srgiodefreitas1965 às 19:27
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
blogs SAPO

.subscrever feeds