.posts recentes

. POLÊMICA MAIOR NO TRANSPO...

. EX-MÉDICO DOENTE MENTAL É...

. Terremoto que atingiu o M...

. PM PRESO POR ENVOLVIMENTO...

. Com Geraldo Luis “sem con...

. SELETIVO SANTOS: TARIFA P...

. Atentado a ônibus pode se...

. Câmara aprova contas de 2...

. O TRABALHO DOS NÃO POLICI...

. MORRE LUIZ MELODIA AOS 66...

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Fevereiro 2010

Terça-feira, 23 de Agosto de 2016

FORTE RESSACA DA CHUVA ATERRORIZA POVO DE SANTOS

ressaca-3.png

A forte ressaca inundou as 2 pistas da avenida da praia de Santos, no litoral de São Paulo, causando interdições e estragos em vários trechos entre os canais 6 e 7, na tarde deste domingo (21/08). O volume de água foi tão grande que chegou a invadir alguns prédios e clubes que ficam no bairro da Ponta da Praia.

Quem mora no bairro ficou ilhado, sem poder sair de casa, já que a água do mar invadiu vários edifícios. Imagens que circulam nas redes sociais mostram carros sendo arrastados pela força da água dentro das próprias garagens.

 

 

Moradores de um condomínio entrarão com uma ação civil contra a União e o município por conta dos estragos que a forte chuva fez.

Segundo o advogado que representa os moradores, Paulo de Jesus, os prejuízos poderiam ser evitados com medidas de prevenção de ambos os órgãos.

 

 

Mais de 200 famílias vivem no local e o advogado que representa o condomínio ainda não tem um valor estipulado para indenizações.

"Ainda é cedo para estipular um valor. Precisamos analisar os danos causados, ver se houve problemas na estrutura do prédio. Tão logo tenhamos esses dados, iremos ingressar com a medida", explicou Paulo.

Não é a primeira vez em 2016 que a ressaca provoca estragos na região da Ponta da Praia. Em abril, parte das tradicionais muretas de contenção da orla, consideradas um dos cartões-postais da cidade, foram destruídas por causa da força das ondas. As obras de reconstrução das muretas começaram dias após o incidente, mas até o momento ainda não foram concluídas.

 

 

 

 

publicado por srgiodefreitas1965 às 21:16
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds