.posts recentes

. POLÊMICA MAIOR NO TRANSPO...

. EX-MÉDICO DOENTE MENTAL É...

. Terremoto que atingiu o M...

. PM PRESO POR ENVOLVIMENTO...

. Com Geraldo Luis “sem con...

. SELETIVO SANTOS: TARIFA P...

. Atentado a ônibus pode se...

. Câmara aprova contas de 2...

. O TRABALHO DOS NÃO POLICI...

. MORRE LUIZ MELODIA AOS 66...

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Fevereiro 2010

Segunda-feira, 6 de Fevereiro de 2017

Flanelinhas são flagrados intimidando motoristas em Santos

Flanelinhas.jpg

“Amigo, posso ‘olhar’ seu carro?” Quem estaciona nas ruas de Santos, certamente já ouviu essa pergunta de um flanelinha .  Espalhados pela Cidade, eles abordam os motoristas, que – em muitos casos – acabam dando dinheiro a eles por se sentirem intimidados.

Várias tentativas já foram criadas para inibí-los. A última é o projeto de lei do vereador Kenny Mendes (DEM), que ainda será analisado por comissões da Câmara antes de ser colocado em votação.  Kenny disse que a solução é regulamentar a profissão para proibir a prática irregular.

“A única maneira de coibir os atuais flanelinhas seria por meio de caracterizar a extorsão, algo inviável já que exige a presença de cada motorista a um distrito policial para denunciar o crime e, consequentemente, prová-lo diante de um juiz. Já o exercício ilegal da profissão, com esta lei em vigor, ficaria muito mais simples autuar ou apreender qualquer indivíduo que esteja abordando motoristas”.

Conforme o teor da matéria, a profissão guardador de carros existe na Constituição Federal desde 1975. Ao regulamentá-la por projeto de lei e estipular sua abrangência, que em Santos seria apenas nas zonas azuis (estacionamento regulamentado) e unicamente para revender cartões de estacionamento pelo preço real, todos os outros flanelinhas seriam ilegais. Ou seja, todos aqueles que atuarem em outras áreas da Cidade estariam caracterizados no exercício ilegal da profissão (sem autorização). Neste caso, poderiam ser removidos, impedidos ou coibidos pela Guarda Municipal, CET ou por qualquer fiscal da Prefeitura sem que nenhum motorista passasse pelo constrangimento de ter de ir até uma delegacia. Ainda segundo o projeto, para o exercício da função, os guardadores deverão ser maiores de 18 anos e estar devidamente registrados e credenciados pelo órgão competente no Município. A concessão do registro somente se faria mediante apresentação dos seguintes documentos: identidade, certidão negativa criminal, comprovantes de estar em dia com as obrigações eleitorais e de quitação com o serviço militar.

 
 
publicado por srgiodefreitas1965 às 23:42
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds