.posts recentes

. Evento das musculosas alt...

. MUITOS BURACOS E POUCA AT...

. POLÊMICA MAIOR NO TRANSPO...

. EX-MÉDICO DOENTE MENTAL É...

. Terremoto que atingiu o M...

. PM PRESO POR ENVOLVIMENTO...

. Com Geraldo Luis “sem con...

. SELETIVO SANTOS: TARIFA P...

. Atentado a ônibus pode se...

. Câmara aprova contas de 2...

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Fevereiro 2010

Terça-feira, 22 de Março de 2016

BAIXADA SANTISTA NÃO TERÁ PEDÁGIO NA RODOVIA DE PRAIA GRANDE

FotoFlexer_Photo.jpg

No final de fevereiro, a confirmação de que Praia Grande receberia uma praça de pedágio na altura do Km 294 da Rodovia Padre Manuel da Nóbrega ainda não foi bem digerida pelos municípios do Litoral Sul. As prefeituras de Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe – além da própria Praia Grande – entendem que a cobrança poderá prejudicar o desenvolvimento econômico da Baixada Santista, afastando investidores e até mesmo turistas, além de onerar a população local.

Os municípios do Litoral Sul articulam-se no intuito de demover o órgão da necessidade do pedágio no referido trecho – uma segunda praça está prevista para o Km 364, já em Itariri, no Vale do Ribeira.

“Independentemente de termos brigado pelo plano de concessões, até em defesa do aeroporto, somos totalmente contrários a esse pedágio. Uma praça como essa, a menos de 15 quilômetros de outra (em São Vicente, no Km 280), é um entrave para o crescimento não só do Litoral Sul, mas de toda a região”, comenta Eliseu Braga Chagas, secretário de Desenvolvimento Econômico de Itanhaém.

O anúncio da suspensão da criação de novos pedágios foi feito no Palácio dos Bandeirantes, sede oficial do governo paulista, e contou com a participação de autoridades, como o governador Geraldo Alckmin (PSDB), o presidente do Conselho de Desenvolvimento Metropolitano da Baixada Santista (Condesb), Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), que também é prefeito de Santos, os deputados federais Beto Mansur (PRB) e João Paulo Papa (PSDB), os deputados estaduais Caio França (PSB) e Paulo Correa Jr (PEN), além do prefeito de Itanhaém, Marco Aurélio Gomes dos Santos (PSDB).

 

publicado por srgiodefreitas1965 às 20:36
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
blogs SAPO

.subscrever feeds